Postagens

Mostrando postagens com o rótulo refugiados

Pontos da Europa onde o impetuoso frio mostrou sua plena valentia

A vitalidade da economia e a justiça social de países desenvolvidos têm por característica absoluta apenas sua superioridade em relação às de nações ao tipo do Brasil e outras em situação pior. O primeiro perfil corresponde à média da comunidade europeia, tendo atestada a natural impossibilidade de alcançar e manter uma inteireza face a divergências nos interesses de seus operadores. Em meio aos escombros de um hotel italiano posto a baixo por uma avalanche de neve subsequente a um terremoto e, em diversos locais, sob fracamente estruturadas condições de abrigo por conta de incapacidade socioeconômica para fazê-las evoluírem, pessoas, muitas das quais não resistiram e no segundo caso até animais foram ou vêm sendo fustigados pelo rígido inverno. Para alguns jovens do Reino Unido, por sua vez, ficaram literais marcas, físicas, do intenso frio a despeito de com certeza disporem de meios atenuadores das provações climáticas porque valeram-se delas em troca de meteórica fama no conjunto d…

Apenas um menos escandaloso que o outro em certas questões

Para que lado ir: Hillary Clinton ou Donald Trump? A maioria dos americanos que deliberadamente (não obrigados, como em nossa terra verde e amarela) se retiraram por um tempo dos compromissos domiciliares, laborais ou estudantis com destino aos pontos de votação no dia 7 do mês passado optaram por impulsionar o segundoo nome rumo à Casa Branca, a ser comandada nos seguintes quatro anos. A vitória fez o empresário reduzir o fervor de seus chocantes discursos, passando a anunciar um governo destinado a todos os habitantes dos Estados Unidos, lançando-se em um uso de suas visões políticas limitado ao seu cabimento na heterogênea e mutável sociedade humana. Na busca por posicionamentos assim está contida a raiz básica de um pretenso governo hábil para atenuar de verdade, ao contrário do que Barack Obama e muitos que antes sentaram na cadeira política mais imponente do mundo, alguns problemas manifestos dentre muitas pessoas, de modo a surpreender principalmente os partidários incondiciona…

Planos de governo desacreditados e barrados por sua própria culpa

O que vem acontecendo há mais de dois meses na Hungria é para deixar seu governo olhando consecutivamente em todas as direções buscando o sentido da resposta do povo e da oposição a sugestões de medidas para encarar um assunto que hoje está entre os trend topics políticos em grande parte lá da Europa. Por rigidez no controle do ingresso de refugiados, interesse das grandes lideranças estatais, também pedira uma teórica maioria dos cidadãos, na prática predominando este clamor dentro de um insignificante número de indivíduos que emitiram respostas plenas em sondagem pública. Tentando validar a insegura majoritária opinião, o primeiro-ministro Viktor Orbán encaminhou ao Legislativo federal propostas de mudanças legais restritivas à imigração, rejeitadas por grande parte dos deputados prevendo uma continuada ineficiente abordagem dos desafios inerentes ao tema em virtude de paralelos posicionamentos do alto escalão quanto a dito assunto e o zelo pela máquina governatícia no geral.

Vantag…

Se "melhorasse", estragaria

A legislação responsável na Finlândia pelas diretrizes da expulsão de criminosos estrangeiros é um time que está jogando bem, sentenciou no dia 13 do concluído mês a Comissão Administrativa do Parlamento após examinar uma proposta de modificação. Ela provinha de uma iniciativa "popular" em cujos bastidores alojavam-se cabeças insuficientemente familiarizadas com a dinâmica do aparato político-jurídico para orientar os cidadãos ou que os conduz de propósito a destinos insalubres em prol de uma meta desejada pelo líder e muito provavelmente tendo só ele como beneficiado.

O setor parlamentar decidiu em favor de que se mantenha o sentenciamento a pelo menos um ano de cadeia como requisito central a pedidos de reencaminhamento de criminosos estrangeiros aos países natais ao mediar o embate entre a diretriz vigorante e a sugestão de desconsiderar o tempo de clausura educativa no momento de fazer chispar dos limites finlandeses o elemento insolente que exportar para lá contribuição…

Reino sob risco de divisões

Após os horrores da Segunda Guerra Mundial, a União Europeia funcionara como sustentáculo da paz entre inúmeros países com as benesses que lhes confere no âmbito econômico e no dos gastos públicos enquanto promove o resguardo da ordem. Há mais um mês víamos a maioria dos britânicos fazer com que seu país trilhe novos caminhos fora desse arranjo cuja efetividade no oferecimento de tais maravilhas estaria produzindo uma desintegração na sua plenitude. Os campos do desempenho econômico, gerenciamento dos serviços públicos e imigração pesaram na enorme opção durante referendo pelo autodesmembramento, o Brexit – combinação dos termos ingleses Britain (Grâ-Bretanha) e exit (sair).

O veredicto foi emitido por um contingente demográfico (cerca de 52% dos britânicos) com oponentes em não tão menor tamanho (48%). Não se reduz com isto, porém, a solidez da obrigatória presença do respeito às opiniões adversárias numa plena democracia, princípio que já deve derrubar entre os segmentos pró-UE a co…