Postagens

Mostrando postagens com o rótulo obra

Pela metade

Uma obra de construçäo de uma praça esportiva no bairro Serra Azul, em Campo Grande, aqui no Mato Grosso do Sul, está abandonada. Apenas algumas partes foram construídas. O local está muito sujo e é ocupado por usuários de drogas.
Mais uma vez o dinheiro dos impostos pagos pelo povo está sendo desperdiçado. Por causa disso, a  saúde e a segurança da população estão sendo prejudicadas. Além disso, os moradores do bairro acabam não tendo opções de lazer.

Punição por causa do atraso de obras

Em Campo Grande, aqui no Mato Grosso do Sul, a construtora Homex do Brasil perdeu uma obra de construção de um condomínio de casas por causa do atraso na entrega dos imóveis. A Caixa Econômica Federal acionou um seguro para a conclusão da construção.
Isso mesmo! Bem feito! Isso é para que as empresas de todos os setores aprendam a respeitar os clientes. Ninguém merece investir horrores em produtos ou serviços e depois não recebê-los. A verdade é que algumas empresas só pensam em ganhar dinheiro e não estão nem aí para os consumidores. Devemos ter cuidado ao adquirir produtos ou serviços. Seria bom se todo mundo que tem internet em casa fizesse pesquisas para ver se as empresas são constantemente alvos de processos na Justiça ou reclamações de clientes, por exemplo.

Causa identificada

Já se sabe a causa do rompimento de uma adutora que destruiu casas e matou uma criança no bairro Campo Grande, no Rio de Janeiro. O desastre foi provocado por uma obra de terraplanagem em um terreno de uma fábrica de bebidas; máquinas pesadas passavam sobre a região do solo embaixo da qual estava a tubulação.
O dono dessa indústria não é santo não; ele já tinha sido preso por roubo de água. Em vez de ser preso, esse empresário deveria ser obrigado a indenizar as famílias que tiveram prejuízos.
O governo também é culpado. A fiscalização de áreas onde há tubulações de água deveria ser reforçada.

Obra malfeita

Moradores do bairro Santo Amaro, em Campo Grande, aqui no Mato Grosso do Sul, farão nesta segunda-feira um protesto durante o qual vão quebrar o canteiro da avenida Júlio de Castilhos. Eles alegam que o canteiro atrapalha o trânsito na região.
A Prefeitura deveria fazer estudos antes de fazer qualquer obra para avaliar se a mesma pode causar transtornos à população. Isso serve de alerta para as prefeituras do Brasil inteiro.