Postagens

Mostrando postagens com o rótulo medicamentos

Perigo: automedicação

Um levantamento realizado em Campo Grande, aqui no Mato Grosso do Sul, mostrou que 12% dos medicamentos com tarja preta ou vermelha são vendidos nas farmácias mesmo que o cliente não tenha receita médica.
Exigir a receita é dever das farmácias. Todos nós sabemos que a automedicação é prejudicial à saúde. O problema é que algumas pessoas insistem em fazer isso. Muitas afirmam que quando estão doentes não consultam o médico por causa dos conhecidos problemas da saúde pública. Se a gante já corre risco de piorar quando vai ao hospital, a automedicação aumenta mais ainda esse risco.

Cuidado com os remédios!

Na cidade de São João del Rei, em Minas Gerais, foi realizada uma palestra sobre o descarte de medicamentos vencidos. Além disso, serão colocadas, em farmácias e unidades de saúde, caixas coletoras para que a população deposite seus remédios, que depois serão recolhidos e incinerados por uma empresa especializada.
Muita gente joga remédios vencidos no lixo comum ou pelo encanamento da pia ou do vaso sanitário. Esse ato é prejudicial ao meio ambiente e à saúde humana. Seria bom se todas as farmácias do país tivessem um local para descarte desses medicamentos.

Genéricos em alta

A venda de medicamentos genéricos teve aumento no Brasil.
As pessoas estão confiando mais nos genéricos, pois estes remédios também passam por controle de qualidade, assim como os tradicionais. Só que o fato de um medicamento ser genérico não significa que ele é barato. Tem muita farmácia por aí onde o dono aumenta os preços só para enriquecer.