Postagens

Mostrando postagens com o rótulo incêndio

Revisemos nosso desempenho em afastar ou remediar calamidades coletivas

Completamente deslocados da área de serviço urbano de Fort McMurray, na municipalidade de Wood Buffalo, frente a um incêndio florestal que devora parte do território, seus habitantes (cidadãos e políticos), o contingente que recebeu a missão de atendê-los e o restante do coletivo populacional da província de Alberta e do Canadá têm sondado o entendimento de até onde convêm ir os interesses particulares face ao bem comum. Os albertanos apresentaram na lida com essa classe de calamidade social comportamento exemplar para aprimoramento a nível nacional (sendo com certeza adotado no país inteiro) e mundial (numa força que poderia ser maior com esforços dentre a massa consumidora de mídia dispersa no resto do planeta em procurar inteirar-se acerca do que fazem os governos e governados na província e na nação toda através do contato com a imprensa online nos dois patamares, única obrigada a focar intensa e continuamente nos fatos e seus subprodutos), também vendo em minúcias de atitudes sua…

Dia de treinamento

Ontem, servidores municipais de Três Lagoas, aqui no Mato Grosso do Sul, participaram de um treinamento de combate a incêndio na Escola Municipal Professor Ramez Tebet.
Isso é muito importante. Todos precisam saber, por exemplo, manusear extintores de incêndio para amenizar a situação enquanto os bombeiros não chegam. Como já se sabe, esses profissionais (não só do estado, mas do Brasil inteiro) não são muito bem valorizados e trabalham em más condições.
Seria bom se a população também recebesse essas orientações.

Mar de fogo

Ontem, um incêndio consumiu uma área nas proximidades das rodovias BR-463 e MS-379, em Dourados, aqui no Mato Grosso do Sul. Várias cabeças de gado que estavam em propriedades rurais da região e um idoso que morava em um barraco morreram. Várias outras pessoas que residem em barracos foram socorridas. Devido à grande extensão da área queimada, uma nuvem de fumaça formou-se no céu da cidade, o que causou incômodo para a população. A Polícia Militar Ambiental afirma que o incêndio não foi ocasional, ou seja, foi causado por alguém, que será localizado e responsabilizado.
Apesar dos alertas, muitas pessoas insistem em pôr fogo em lixo e pastagens. Tem gente que acha que sabe controlar as chamas; isso é impossível, principalmente nessa época de estiagem. Quando o fogo sai de controle, podem ocorrer tragédias, como em Dourados.
A pessoa que provocou o incêndio tem que ser presa. Essa atitude irracional acabou causando prejuízos aos produtores rurais e à saude dos douradenses e levou a vida…

Tragédia no pet shop

Ontem um incêndio destruiu um pet shop em Goiânia, Goiás. Dos 200 animais (cães, gatos e pássaros que lá estavam, 150 morreram. As causas do incêndio estão sendo investjgadas.
Muito triste essa história! Perder um animal é o mesmo que perder uma pessoa da família.

Incêndio trágico

Neste sábado, uma casa onde estavam dois irmãos de 1 e 3 anos pegou fogo em Jateí, aqui no Mato Grosso do Sul. O mais novo morreu. As crianças estavam sozinhas na casa, que, por não ter energia, era iluminada por uma vela (provavelmente, essa foi a causa do incêndio).
Crianças pequenas não podem ficar sozinhas em casa. Além disso, deve-se ter cuidado com velas e outros objetos perigosos.
Que coisa triste! Além de perder a casa, os pais dessas crianças terão que conviver pelo resto da vida com a dor de ter perdido uma delas.

Fogo, destruição e morte

Há alguns dias atrás, um incêndio destruiu um depósito de uma cooperativa de fibras vegetais em Manacapuru, no Amazonas. O prejuízo é de R$ 1,4 milhão. O vigia de uma indústria vizinha sofreu um infarto e veio a falecer. O fogo pode ter sido causado por um curto-circuito em uma rede elétrica provocado por uma tempestade.
Agora as pessoas que dependem da cooperativa terão seu trabalho prejudicado. Porém, o maior prejuízo, sem dúvida, foi para a família do vigia, que morreu na luta pelo pão de cada dia.
Em muitos países não há postes de energia; a fiação é totalmente subterrãnea. Seria bom se isso ocorresse aqui no Brasil. Dessa forma, os fios elétricos ficam protegidos das intempérias.