Postagens

Mostrando postagens com o rótulo São Luís

Chance perdida

A Globo terá que pagar indenização a um estudante de São Luís, no Maranhão, que participou do quadro "Soletrando", do Caldeirão do Huck, há alguns anos atrás e foi substituido por uma candidata depois que documentos exigidos pela emissora foram extraviados pela direção do colégio onde ele estudava.
A atitude da Globo foi realmente uma sacanagem! Como é que a emissora foi capaz de tirar o garoto, que já havia passado nas duas primeiras fases, e substituí-lo na cara dura? Isso foi uma decepção para ele, sua família e as pessoas que o apoiavam. A escola também deveria ser responsabilizada por não ter cuidado bem dos documentos.

Casas depredadas

Na última segunda-feira, policiais foram chamados para desocupar imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida em São José de Ribamar, na região metropolitana de São Luís, no Maranhão. Houve confronto entre policiais e pessoas que invadiram os imóveis. Ao sair, muitos invasores depredaram as casas.
O Governo Federal já gastou muito dinheiro para erguer estas casas. Agora, mais dinheiro será gasto para restaurá-las. Enquanto isso, as pessoas que estão precisando de moradias vão ter que esperar. Tudo por culpa desse bando de vândalos!
Acho que o governo deveria reforçar a segurança nas obras do Minha Casa, Minha Vida para evitar invasões. Alguns policiais das regiões onde as casas são construídas poderiam ser contratados para vigiá-las.

Fuga em presídio

Ontem, detentos fugiram do Centro de Detenção Provisória de Pedrinhas, em São Luís, no Maranhão, depois que o portão foi derrubado por um carro.  Os presos estavam soltos dentro do presídio, pois algumas celas estavam em reforma.
Onde já se viu deixar detento solto dentro de presídio? Por que eles não foram transferidos para outro local? A ocasião faz o preso fujão.

Tampem o nariz! Argh!

Moradores do bairro Monte Castelo, em São Luís, no Maranhão, reclamam do acúmulo de água de esgoto na frente de casas localizadas no cruzamento entre duas travessas. Uma equipe da CAEMA (Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão) constatou o problema, mas nada fez para resolvê-lo.
Os funcionários não fizeram nada e a população continua no meio do fedor. Os moradores estão sendo obrigados a conviver com a sujeira. Imaginem como é conviver com o mau cheiro na hora das refeições, por exemplo. Além do cheiro ruim, a água suja atrai animais como ratos, baratas, mosquitos etc, o que coloca em risco a saúde humana.
Atenção, pessoal da CAEMA! Façam alguma coisa! Até quando a população vai continuar vivendo assim?