Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Países aBaixos

Trabalho público cujo rigor o vincula como causa a positivo fenômeno social

Em 20 de maio por duas horas e meia uma operação de guerra se desenhava nas imediações de um cybercafé na cidade de Utrecht, capital da província homônima nos Países Baixos ("Holanda"). Só esse tempo em que o exercício transcorreu e a rua do estabelecimento ficou bloqueada lhe conferiram esta preocupante atmosfera, pois tratava-se apenas de uma patrulha visando prevenir crimes. Se esta ocasião já tiver se concretizado outras vezes, no máximo só turistas estrangeiros (caso não proceda assim toda a polícia holandesa) veriam-na com esse espanto, mal algum havendo, no entanto, em se inteirarem do trabalho das autoridades através da mídia local, conhecimento merecido ante possível elo entre o programa de policiamento e queda nos dados estatísticos acerca da violência em Utrecht.

As 15 e as 18 horas segregaram parte das 24 daquele dia para elas reservando destaque com um fato de calibre que ao menos na maioria dos outros países (disso o nosso não se ausenta) remonta a situações fo…