Postagens

Mostrando postagens com o rótulo INCRA

Evitando injustiças

O Ministério Público Federal ajuizou uma ação civil pública para que a Justiça Federal determine a reanálise individual, pelo INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), das  ocupações irregulares encontradas nos assentamentos Itamarati I e II, em Ponta Porã, aqui no Mato Grosso do Sul. O objetivo é identificar os trabalhadores que dependem apenas da terra para sobreviver e se enquadram no perfil da Reforma Agrária.
Cada caso é um caso e precisa ser analisado individualmente antes de se tomar a decisão de despejar os trabalhadores e suas famílias. Se forem despejados indiscriminadamente, eles com certeza vão formar acampamentos na beira de rodovias ou se mudarão para as cidades, onde nem sempre há oportunidades.

Ajuda aos "brasiguaios"

Aqui em Mato Grosso do Sul, os "brasiguaios" (trabalhadores rurais brasileiros que foram morar no Paraguai e foram expulsos) terão prioridade para receber lotes retomados nesta semana em uma operação conjunta entre a Polícia Federal, CIGCOE (Companhia de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais), uma equipe da Polícia Civil, e pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) em quatro assentamentos onde ocorreram ocupações irregulares.
Bem feito! Isso serve de lição para os espertalhões que  compram ou vendem lotes enquanto muitas pessoas (como os "brasiguaios", por exemplo) estão por aí sem um pedaço de terra para morar e sustentar a si e suas famílias.