Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Espírito Santo

Sob alarme soado por parentes

No Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste, a morte deles semeia o temor entre a predominante comunidade de versões muito evoluídas suas desde o fatídico início do ano. Macacos são as primeiras vítimas da febre amarela onde coabitam com humanos, oferecendo-lhes uma última chance para rever e alterar segundo ainda for possível o modo em que usufruem do ambiente em benefício à natureza e a si. Num aspecto geral o êxito predominou nas iniciativas emergenciais dos órgãos públicos destinados a esses assuntos. Sobre a melhora na consciência de grande parte do povo comum, entretanto, o que paira basicamente é a dúvida.

Mal os calendários de 2016 perderam a validade, levantou-se esse desafio frente à população e os membros e mecanismos encarregados de gerir o todo. Primeiro em Minas Gerais, depois no Espírito Santo, São Paulo e agora no Rio de Janeiro, as suspeitas e ainda mais as descobertas da incidência de febre amarela entre macacos e humanos foram fatores chamativos para uma guerra à doença. Pa…

A lama ainda preocupa e estarrece

Correu pouco mais de um ano desde o celérrimo fim da tolerância de uma barragem da Samarco ao conteúdo que encerrava. E para que entendamos a relevância do curso de como o governo e a iniciativa privada tomaram a dianteira do caso, é estimável que, se a fluidez temporal dependesse do regime embasador do reordenamento do que saiu do lugar pela força da onda de lama, a distância à qual todo o contingente humano afetado sofreria deslocamento em relação ao instante exato do desastre atingiria no máximo um mês.

No primeiro não celebrável aniversário do insucesso ecológico e social de raízes na cidade mineira de Mariana, marcou presença a mobilização cultural de estudantes da saudosa Escola Municipal Bento Rodrigues expondo trabalhos escritos, iconográficos e cênicos de onde vem um esforço visando preservar memórias das antigas instalações do colégio na comunidade homônima, tudo levado pelo tsunami residuário impiedoso sem a opção de marcha a ré. A fatia infanto-juvenil daquele povo express…

Nova eleição

Neste domingo, moradores de Pedro Canário, pequena cidade do interior do Espírito Santo, vão eleger um novo prefeito. O candidato que foi eleito no ano passado e assumiria o cargo havia sido cassado.
A população da cidade terá o direito de exercer a cidadania. Espero que os eleitores votem certo e que o novo prefeito governe o município de uma maneira que as necessidades do povo sejam atendidas. Cidade sem prefeito vira uma anarquia!

Redução do pedágio

As tarifas do pedágio da Terceira Ponte, que liga Vitória a Vila Velha, no Espírito Santo, foram reduzidas. Para os motoristas a queda foi de R$ 1, 90 para R$ 0, 80 e, para os motociclistas, de R$ 0, 95 para R$ 0, 40.
Pois é! Depois de tantos protestos a população finalmente foi ouvida. Ninguém merece pagar imposto alto. Os impostos são úteis para o bom funcionamento dos serviços públicos, mas não devem ser cobrados de forma abusiva.