Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2016

O Comandante que Cuba perde e a ilha que ele deixa, sem filtros

Inumadas as cinzas do ex-ditador Fidel Castro no cemitério Santa Ifigenia, na cidade de Santiago de Cuba, a vida retoma os trajetos imprescindíveis a sua manutenção no país insular. A questão é: como, de agora em diante? De carona em processos dedicados a estender liberdades econômicas, de participação política e de consciência ou a reboque dos princípios hipócritas, fantasiosos e na prática improdutivos de sempre?

Bendigamos continuamente aos profissionais ou voluntários no nicho da mídia independente virtual como mérito por darem a cara para bater na revelação de legítimas verdades sobre o cinquentenário regime de poder. A farsa se torna cada vez menos contestável graças ao incipiente movimento de resistência ao autoritarismo de uma aparelhagem regente também surgida em mobilizações desse genero contra a estrutura anterior (liderada por Fulgencio Batista) em relação à qual, porém, se equiparou de posse do poder abdicando dos clamores por justiça e liberdade que aglutinaram muitos cu…

Desastre no futebol e faltas na política

Cerca de 40 pessoas a bordo de um ônibus na manhã do dia 13 em Sertãozinho, no interior de São Paulo, perderam o tempo necessário para chegar pontualmente a seus compromissos com a parada do veículo perto de uma escola no bairro Alto do Ginásio por esgotamento de combustível. Sendo neste caso um ônibus, e não um avião, o veículo que decepcionou seus ocupantes no atendimento comum a seus diversos itnerários, dito conjunto de pessoas, mais o motorista e os administradores públicos locais e da empresa dona do coletivo, escaparam de se tornar outro centro das atenções na mídia, na esfera política e no setor comum da sociedade, que teriam de conciliar o interesse com o das curiosidades desencadeadas pelo trágico destino ao qual um avião levou grande parte do time Chapecoense e pessoas encarregadas de prestar-lhe relevante apoio. De consequências restritas a atraso condicionado ao deslocamento dos cidadãos rumo a seus deveres, o contratempo no transporte deles felizmente não se tornou novo …

Nunca é demais privar o inimigo de vantagens no terreno

O governador sul-matogrossense Reinaldo Azambuja (PSDB) no recente dia 8, utilizando-se de suas atribuições, induziu ao fechamento uma disputa com quase estável harmonia no nosso Judiciário. O corpo de desembargadores do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) retomou a completude com a nomeação pelo líder do Executivo estadual de um nome entre três cujas candidaturas sobreviveram a uma desavença em favor basicamente do poder.

O advogado Alexandre Aguiar Bastos é o novo ocupante da 32ª cadeira de desembargador, integrante de um pequeno grupo quádruplo chamado Segunda Câmara Cível, do TJMS. Seu nome se incorporou ao interesse de Azambuja atravessando dois mecanismos filtradores de candidatos inter-relacionados pela mudança regular mútua na quantidade de pretendentes nas fases, ora uma tendo o número superior na metade ao da outra, ora nesta o número recuando em dito tamanho. Bastos acompanhava outros dois nomes na coletânea ao governador remetida pelo TJMS na sequência de tê-l…

Risco de exorcismo resumir-se a pequeno susto

Ao fim de outubro veio a público um plano de dois deputados estaduais sul-matogrossenses para nos sobrecarregar injustamente com deveres quantificáveis em espécie sem efeito bumerangue positivo para a gente, desencadeando grande movimentação na Assembleia Legislativa, tamanha que prossegue até hoje, direcionada à obtenção do número de funcionários que realmente se encontram na ativa, em suporte aos serviçais eletivos. Tanto dentre os habituais usuários do recinto quanto de gente e grupos de fora emanam cobranças de apuração dos gastos com os servidores, iniciativas perseguindo este objetivo e outra a fim de contrair a chance de problemas assim tornarem a ocorrer. Fica a última meta por conta da digitalização a caminho de ser implantada no controle de presença dos trabalhadores, em meio a incompletudes em seu planejamento e no dos trabalhos em prol das outros objetivos.

O cenário de apreensão em torno do gerenciamento da temática foi armado por efeito do que a imprensa regional revelou…

Apenas um menos escandaloso que o outro em certas questões

Para que lado ir: Hillary Clinton ou Donald Trump? A maioria dos americanos que deliberadamente (não obrigados, como em nossa terra verde e amarela) se retiraram por um tempo dos compromissos domiciliares, laborais ou estudantis com destino aos pontos de votação no dia 7 do mês passado optaram por impulsionar o segundoo nome rumo à Casa Branca, a ser comandada nos seguintes quatro anos. A vitória fez o empresário reduzir o fervor de seus chocantes discursos, passando a anunciar um governo destinado a todos os habitantes dos Estados Unidos, lançando-se em um uso de suas visões políticas limitado ao seu cabimento na heterogênea e mutável sociedade humana. Na busca por posicionamentos assim está contida a raiz básica de um pretenso governo hábil para atenuar de verdade, ao contrário do que Barack Obama e muitos que antes sentaram na cadeira política mais imponente do mundo, alguns problemas manifestos dentre muitas pessoas, de modo a surpreender principalmente os partidários incondiciona…

Hora de agirem após presenciarem o que de mais amplo a inércia pode causar

Alguma sorte guardava os campo-grandenses dos perigos dos córregos que atravessam a capital, permitindo normalmente aos que resvalavam para os leitos ferimentos leves e danos materiais veiculares. Duas mulheres e um homem, porém, não gozaram deste livramento na madrugada do recente dia 13, concretizando desnecessariamente o que passou-se com eles perfeita certeza ao que de pior pedestres e condutores de veículos ficam vulneráveis devido à ingerência pública no tocante à segurança dos cursos d'água urbanos.

Trata-se do lamentável fim que tiveram as vidas de Margareth Delmondes (44 anos), Geiziléia de Moraes Afonso (33) e Juliano Rosa Xavier (35), ocupantes de um carro que a nenhum deles pertencia – embora Juliano o estivesse guiando após um amigo cedê-lo – que se precipitou num córrego da avenida Ernesto Geisel, em trecho próximo ao ginásio esportivo Guanandizão. O enredo caminhou até este ponto menosprezando eventuais sonhos das vítimas e o papel que desempenhavam na vida de outro…