Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2015

Honras à polícia, após findar audaciosas aventuras de quadrilha!

Mais cinco aparentes vítimas da há muito tempo caducada falácia de aqui por Mato Grosso do Sul existir apenas onças, jacarés e nada mais, tendo inimaginável insucesso em seus três dias de vida louca (13 a 15 deste mês. Acontece que a estirpe de coitados cabível a este bando tem a defesa impedida, sob o risco de condenações morais a quem nela insistir, pelo mais profundo conhecimento do terror que vinham semeando desde o Paraná, seu estado de origem, por entre nós que reconhecemos a lealdade à lei como forma de superar os obstáculos a nosso progresso, até os criados pelo próprio Estado. À causa das descompassadas manobras do Brasil e seus vizinhos na guarda das fronteiras o grupo deixou o rastro de duas caminhonetes roubadas, um caminhão que quase teve esse fim, duas pessoas baleadas, uma mortalmente face a sua ingênua caridade para com os algozes, e um policial quase atingido em troca de tiros. Submundo bastante disputado, tanto quanto as atividades legais, é o banditismo. Mas nos of…

CCR sentiu doer na base

Responsável por melhorias nos trechos da BR-163 que administra há um ano nesse estado, para os quais busca duplicação total, à concessionária CCR MS Vias caberão medidas com intuito de frear condutas de caminhoneiros. Estão eles muito presentes entre envolvidos em desastres na estrada, muitos com mortes, apesar de constarem em nível inferior ao dos outros anos. A consideração quanto às leis de trânsito é possível de ter seus limites marcados pelo acidente que destruiu uma base da própria empresa no início do mês. Construída do Rio Grande do Sul ao Pará pelo Estado e mediante recursos provenientes de nossos bolsos, a BR-163 torna-se viável para lamentos envolvendo seu abandono por quem a concebera e a sério não levara as condições requeridas para a lida com este patrimônio, deixadas a deteriorar-se até progredirem nos trechos sul-matogrossenses entregues ao setor privado. O desapego no tocante a nossas preferências quanto à posse da amostra de malha rodoviária é um bom óculos para enx…

Será o interesse europeu pelo Ceará bom a todo seu povo?

Na face do firmamento de acordos turísticos e para intercâmbio estudantil com a República Tcheca no dia 8 e uma parceria comercial com a Itália em junho é expressado o ânimo do governo cearense em diversificar seus meios de desenvolvimento. Que mostrem ter voz e empunhem suas bandeiras as gentes que torcem pela universalização destas ricas oportunidades! De novos parceiros econômicos vêm à procura muitos países e empresas de todo esse mundo globalizado, numa jornada com duas categorias de aspectos. Os bons dizem respeito à edificante partilha de experiências e ideias que incrementa os conhecimentos dos envolvidos e à frente impulsiona a qualidade de trabalho e vida em suas áreas de influência. Maus planos não ficam de fora dos projetos, muitos dos quais, por exemplo, não fazem progredir a justiça social ou ainda mais rebaixam-na em países menos favorecidos que nas mãos de grandes companhias de nações sérias dão-lhes refúgio contra as rígidas e justas exigências trabalhistas, ecológic…

Que produtividade é essa que os caminhos honestos não estão alcançando?

Feriado prolongado tivemos há uma semana. O fim de ano e o carnaval estão por vir ainda. Nesse contexto o último fim de semana torna-se assustadoramente atípico na segurança pública, com remota chance de ter sua reprodução impedida, por causa do saldo de guerra obtido pelo Instituto Médico Legal de Sergipe, sob os cuidados do qual ficaram 30 corpos, tratando-se de uma morte não esclarecida e 29 decessos não naturais ocorridos no estado todo, dentre mais ou menos 18 homicídios (quase todos mediante armas de fogo), 7 ou 8 vítimas de acidentes no trânsito, um enforcamento, um afogamento e um caso de pessoa que caiu de um viaduto. Os fins de semana e feriados apresentam-se numa face interpretada triplamente, segundo a visão dos grupos ligados a cada uma das perspectivas. O aproveitamento dos ganhos financeiros oriundos da rotina empregatícia e a obtenção de lucros no atendimento a quem gasta seu dinheiro com as distrações têm o comando simultâneo de seres honestos e dos grupos que infrin…

Reencontro desencontrado

O mês passado já foi a segunda ocasião em que o avanço do corredor metropolitano de ônibus a ser construído entre Guarulhos e São Paulo, se choca com a presença de uma feira livre, induzindo sua mudança de lugar. A nova transferência seguiu caminho adverso ao das esperanças de receptividade pelos moradores desta área e lucros, resultantes da primeira mudança de endereço, sob alegações de transtornos que o comércio móvel traria ao direito de ir e vir dos residentes. Estes não teriam sido consultados antes de se optar pelo implante da feira em seu ambiente, ao que o transcurso dos acontecimentos indicaria, de igual meneira que a noção de ser importante o planejamento antes da prática passou longe das obras na rota de transporte, cujo trecho inaugurado após a última troca de pontos de trabalho concebidos aos feirantes não funcionou de imediato por conta de a estrutura estar inacabada e expor os usuários a riscos. Os últimos três anos marcam o curso da execução de um empreendimento da EM…

Punir um crime com outro; há alguma justificativa plausível?

Dentre as manchetes desta segunda-feira na seção do portal de notícias G1 voltada a São José do Rio Preto, Araçatuba e locais adjacentes no interior paulista havia: "Veja onde vão ficar nesta 2ª feira os radares móveis em Rio Preto, SP". Antes às 6 da manhã, descobriu-se onde estava um dos aparelhos, este fixo, da Avenida de Maio: no chão, caído de poste onde estava em virtude de muito provável ato de vandalismo. Em cerca de 20 dias, é o terceiro ataque a dispositivos fiscalizadores da velocidade no trânsito, precedido por casos de instrumentos atingidos com paulada pelo caroneiro de uma motocicleta em movimento na Avenida Comendador Vicente Filizola (marginal da rodovia Washington Luiz) e chute por um motorista que descera de uma BMW na Juscelino Kubitschek de Oliveira, além de outro lançado por um pedestre no córrego Barro Preto, do município de Catanduva, em agosto. É o começo de uma guerra popular contra a indústria de multas, porém condicionando a sociedade a derrotas e…

Camisa de pouca força

Há algumas semanas as luzes e as câmeras da imprensa em ação voltam-se para o pintor no ramo da construção civil Jorge Luiz Morais de Oliveira, 41 anos, a simplória casa onde morava e matou e escondeu seis pessoas na Favela Alba, Vila Santa Catarina, São Paulo, e as famílias das duas vítimas identificadas, além das investigadas por possível grau de parentesco com as remanescentes. A nível regional isso se repetiu aqui no estado, trazendo de volta à mídia Dionathan Celestrino, "Maníaco da Cruz", que demonstrou não ter adquirido sociabilidade sete anos após, ainda de menor, entre julho e outubro de 2008, praticar em Rio Brilhante três assassinatos (de um pedreiro e duas meninas adolescentes) e deixar os corpos de braços abertos e pernas juntas, como nos relembra seu apelido. O Poder Público e a sociedade, que não detiveram eficazmente os voos de comprovado caráter nocivo alçados por estes seres, vêem e recebem os impactos da reprise de anormalidades partidas dos serial killers

Olarte Mandela, o atual líder da segregação social campo-grandense

“Grandes estadistas, grandes líderes, passam por circunstâncias como estas. Nós precisamos ter uma visão global de vida e da história. Porque não mencionar aqui os grandes homens e eu diria até Nelson Mandela. Quantos anos ficou na prisão e se tornou um divisor de águas pra história da África do Sul? Eu sou pequeno diante das forças daquele homem e são só cinco dias, não aproximadamente 30 anos. Mas eu acredito no poder de transformação, no perdão e no amor.” Assim foi parte dos agradecimentos do vice-prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte, ao deixar a prisão temporária no Presídio Militar, imergindo o nome deste herói e de outros a seu nível em circunstâncias distorcidas que favoreceram o réu e seus chegados no acesso mais flexível ao que queriam chegar. Os vestígios e efeitos delas vão tardar a desaparecer, entretanto, por terem se impregnado sem obstáculos justo nas engrenagens das máquinas encarregadas de sua limpeza. O governo Alcides Bernal, na sequência de sua eleição no plei…

Pegos desprevenidos

Tendo nós sul-matogrossenses tanto acompanhado a trajetória da jornalista Priscilla Sampaio durante estes 7 anos em que se consagrou na TV Morena (após atuar na TV Campo Grande, hoje SBTMS), quem esperava o fim de sua missão, iniciado na passada segunda-feira e selado dois dias depois, há exatamente uma semana? Em sua idade (32 anos), também começava uma família, com uma boa saúde que até onde sabemos teórica e cotidianamente não permitiria a repentina infecção respiratória e renal que resultou em seu falecimento. Os clamores por um aprofundamento das estratégias de trabalho preventivo e curativo (quando o resultado que a palavra sugere é alcançável) pelos órgãos e empresas públicos, privados ou filantrópicos ligados à saúde são reforçados pela luta do corpo médico designado para cuidar de Priscila em salvá-la e as hipóteses sobre a procedência dos males que levaram a este incomum e lamentável desfecho. Repórter, chefe de reportagem e âncora de telejornais, Priscila cruzou o caminho …

A dupla identidade de um país quase vizinho

O Chile vem se apresentando como um Japão e uma cópia do Brasil na sequência do terremoto que sacudiu sua capital, Santiago, e a região do Norte Chico (em cuja parte litorânea ainda houve tsunâmi) no dia 16. A preparação dos chilenos essas ocasiões de emergência não deixou que as turbulências geológicas, embora medissem 8,4 graus na escala Richter, causassem tanto destroço, ficando reduzido a 15 o número de mortos. E o governo, até onde consegue suportar os tremores reflexos da queda de satisfação popular advinda de escândalos que não deixaram de repercutir nem na hora da catástrofe? Nepal, no último 25 de abril, Japão, em 11 de março de 2011, o próprio Chile e o Haiti em 2010 (respectivamente em 27 de fevereiro e 12 de janeiro), já foram gato e sapato sob o poder das forças tectônicas, que nestes episódios, com leves oscilações na intensidade, efetivaram mais seu instinto destruidor e assassino. O abalo que nem um mês completou ainda, por tão forte que fora quanto os antecessores, en…

Materialização da atual higiene sociopolítica

Do último dia 9 pra frente Campo Grande afastou-se a uma distância jamais vista dos padrões de eficiência da coleta e transporte de lixo, embora nunca tivera um alinhamento completo a ele. Nenhuma outra circunstância levaria a situação tão longe assim como fez a greve dos coletores e garis da empresa Solurb entre os dias 9 e 18 pela indisciplina municipal no fornecimento de boa remuneração e complementares direitos aos funcionários. Também graças ao subdesenvolvimento moral de parte dos moradores o que ainda não chegara a níveis satisfatórios involuiu na forma de montanhas de resíduos devido a seu acúmulo na cidade toda, chegando a toneladas. Tem já três semanas que a capital está mais do que literalmente um lixo! As duas últimas sucedem o retorno dos trabalhadores do asseio urbano, mas a passagem do tempo ainda não curou a ressaca que trouxe a inocentes dor de cabeça… por causa do futum nem um pouco bem recepcionado em momentos como as refeições, além da real calamidade a que sujeit…